11 de set de 2012

Nãofoiacidente.org



Mudando um pouco o foco principal do blog, essa postagem tem um valor bem diferente do que costumo postar, venho falar hoje de uma ação que está mobilizando todo o Brasil, o Não foi Acidente. Incentivado e apoiado principalmente pelo programa Custe o que Custar (CQC) o Não foi acidente, é uma movimentação  que abrange todo o país e tem como objetivo principal  mudar as leis brasileiras para quem comete acidentes no transito causado por imprudências como a junção da bebida alcoólica mais a direção perigosa.
Esse movimento foi criado por Rafael Baltresca, que teve sua mãe e irmã assassinada no dia 17 de setembro de 2011, por Marcos Alexandre Martins, que por sua vez encontrava-se totalmente embriagado e se recusou a fazer o teste do bafômetro, mas  foi submetido ao exame de sangue.

"O Homem é o único ser do planeta que mata sua própria espécie. Temos que dar um basta nisso. Tantas e tantas mortes acontecem por pessoas embriagadas que, na hora da alegria, da bebedeira, não entregam a chave do carro para um amigo, não voltam de taxi, não colocam a mão na consciência e pensam na consequência. Quando deixamos de lado a possibilidade do acidente, o acidente acabou de começar. Quando você bebe e dirige, o acidente já começou.” (Rafael Baltresca)




OBJETIVOS DO PROJETO DE LEIS:

  • O exame de sangue (ou bafômetro) não seria mais necessário, pois, com a análise clínica de um médico legista ou de alguém que tenha fé pública já poderia ser aferido a embriaguez. Neste caso, o condutor poderia usar o bafômetro a seu favor, se interessado;
  • O crime de trânsito continuaria como homicídio culposo, porém, a pena seria aumentada caso fosse provada a embriaguez do motorista (de 5 a 9 anos de reclusão);
  • Mesmo que não houver homicídio a pena seria aumentada quando provado a embriaguez do condutor do veículo.


“São cerca de 40 mil vítimas de acidentes de transporte por ano. Dessas, 40% são decorrentes do álcool na direção.”


No site Clique aqui, está disponibilizado uma petição onde você assina e concorda que mudanças e maiores punições devem ser efetuadas no transito brasileiro. É necessário um milhão de assinaturas, para que essa petição seja enviada ao órgão responsável, seja avaliada dentro dos critérios cabíveis que serão aceitas ou recusadas.


Nenhum comentário :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...